Uso da tecnologia na educação deve ser mais ativa

Nesse mês de Abril aconteceu a conferência Brazil at Silicon Valley, na qual foi discutido formas de aumentar a competitividade do país e ampliar a inovação. “Nosso sonho é aumentar a competitividade do nosso país através da tecnologia e inovação. Para alcançar isso, facilitaremos um ecossistema que fomente esses elementos conectando melhor o Brasil ao Vale do Silício”, disse a organização do evento.

Nesse mesmo evento, Jim Knight, chefe de educação na TES Global e ex-ministro da educação e do emprego do Reino Unido, comentou que para ele que a introdução da tecnologia no ambiente educacional se fez de maneira errada. Segundo Knight, faltam estratégias para aplicar melhor as tecnologias na sala de aula e deixa-las a disposição do professor. O ideal é que os professores sejam capacitados para aplicar o uso da tecnologia além do uso do celular.

É fundamental que além da competência técnica, a sociedade e as organizações também devem desenvolver um olhar criativo e diversificado sobre seus jovens, ampliando a forma educacional.

Em contrapartida, uma pesquisa recente divulgada pelo movimento Todos pela Educação mostra que cerca de 95% dos professores entrevistados concordam que o uso da tecnologia tem ampliado suas habilidades como docente. A pesquisa revelou que os docentes estão dispostos a usar a tecnologia em sala de aula e que, existindo ferramentas relevantes e que ofereçam possibilidades de desenvolvimento do seu trabalho na sala de aula, há um enorme potencial pedagógico a ser desenvolvimento por meio dos recursos tecnológicos.

Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *